“Memórias do Douro” e Outras Iniciativas…

30-05-2007

"Memórias do Douro" é uma acção do Projecto Pular a Cerca II (Cerco do Porto) que teve início no mês de Abril. Outras iniciativas são os projectos "Artistas e Cª para Conhecer" e "Fóruns Estudantis".

Segundo Márcia Andrade, coordenadora do Pular a Cerca II, "a ideia para o "Memórias do Douro" surgiu no âmbito da proposta de realização de um intercâmbio com 25 jovens do Projecto Pular a Cerca (II) à terra onde nasce o Rio Douro - Duruelo de la Sierra, Serra de Urbión, Espanha, em Julho de 2007.

Este intercâmbio, designado Encontros Transfronteiras, pretende ser um primeiro passo na definição de estratégias ligadas ao turismo envolvendo a nascente e a foz do Rio Douro.

Consideramos a ideia deste intercâmbio também uma oportunidade para os jovens conhecerem, aprofundarem e divulgarem a importância deste rio para a Cidade do Porto. O objectivo final é a edição de um pequeno livro."

Ainda que em fase inicial, este projecto terá dois momentos na sua execução (a realizar pelos 25 jovens acompanhados pelos técnicos do Projecto Pular a Cerca):

  • Recolha de memórias associadas ao Rio Douro com a população do Bairro do Cerco - muitas das pessoas que vivem actualmente neste Bairro nasceram e cresceram em freguesias muito ligadas ao Rio Douro, como sejam a freguesia da Sé e Miragaia;
  • Partir das memórias recolhidas e aprofundar vários temas associados ao Rio que marcaram/marcam os modos de vida das populações e a Cidade (actividades, paisagens, transportes, …). Este momento de pesquisa e aprofundamento irá contemplar a visita dos jovens a alguns locais importantes na pesquisa e compreensão dos temas abordados (por exemplo, museus, arquivo distrital, alfândega…), assim como a conversa com alguns especialistas sobre as relações estabelecidas entre o Douro e a Cidade.

Para a realização deste projecto os jovens irão desenvolver os seus trabalhos em duplas, sendo que cada grupo será responsável pela composição de duas páginas do referido livro. Com esta actividade estarão a ser desenvolvidas diversos conhecimentos e competências no domínio das TIC (no CID).

"Um dos objectivos é também podermos oferecer aos promotores (Município de Duruelo de la Sierra) espanhóis deste evento alguns exemplares desta edição, no momento da viagem", refere a coordenadora.

Já o projecto "Artistas e Cª para Conhecer" pretende estimular e desenvolver competências ao nível da expressão plástica, através da experimentação e exploração de técnicas e materiais diversificados.

Este projecto desenvolve-se em parceria com a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, onde os/as jovens experimentam as diversas oficinas artísticas, estando neste momento a desenhar-se um projecto de serigrafia. Em relação a esta actividade podemos acrescentar que concorremos à V Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde com um trabalho colectivo, alusivo à obra de Júlio Resende.

Com os Fóruns Estudantis pretende-se criar espaços de debate e participação dinamizados pelos jovens das escolas, abordando temáticas que lhes são próximas e importantes, ao nível individual escolar e social.

"Iniciámos estes fóruns com os delegados e subdelegados dos sétimos anos de cada escola e, dos fóruns realizados, criou-se uma dinâmica muito interessante: a informação trabalhada e recolhida foi levada às respectivas turmas e aos Conselhos Executivos das Escolas do Cerco (os temas referem-se a condições, dúvidas e propostas sobre o contexto escolar). Os alunos fizeram, inclusive, actas e registos dos Fóruns que foram apresentados aos Conselhos Executivos. Visto serem delegados e subdelegados, estiveram, deste modo, a concretizar e desenvolver o seu papel de representantes da turma", conclui Márcia Andrade.

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário