Escolhas de Portas Abertas Arranca com Música, Dança e Animação

26-11-2007

No primeiro dia de Escolhas Portas Abertas (EPA), os projectos Escolhas mostraram o que têm de melhor para acolher e integrar. Ao longo do dia, por todo o país, foram muitas as actividades dinamizadas, algumas das quais acompanhadas pelo Coordenador Nacional do Programa Escolhas (PE), Rui Marques, que esteve presente em quatro projectos na zona da grande Lisboa.

Logo pela manhã, no Bairro do Armador, visitou o Projecto PISCJA, que foi também honrado com a presença do Sr. Ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, o Presidente da Gebalis, Luís Natal Marques, o Presidente da Junta de Freguesia de Marvila, Berlamino Silva, e ainda representantes da PSP, do Instituto de Apoio à Criança - IAC, do Agrupamento de Escolas Damião de Góis, da Geração Adolescer e das demais entidades do consórcio deste projecto.

Após as boas vindas dadas por Rui Marques, e pelo Director do PE, Pedro Calado, decorreu, no Espaço XL Jovem do Bairro, a apresentação de um vídeo a relembrar algumas das actividades desenvolvidas nos últimos 5 anos de intervenção pelo PISCJA, seguida por uma rapsódia preparada por alguns alunos do Agrupamento.

"O país precisa de conhecer estas iniciativas e incentivar as instituições que as apoiam. O Escolhas marca presença como uma aposta muito importante de intervenção social para nosso país", assinalou Pedro Silva Pereira, a respeito desta iniciativa Semana de Portas Abertas.

Para a coordenadora deste projecto, Sónia Fernandes, "a divulgação dos projectos é fundamental, quer junto da comunidade científica, quer da comunidade local, inclusive, quando se pensa na continuidade dos projectos".

Após uma visita pelas instalações do PISCJA, seguiu-se para o Bairro da Outurela-Portela (Oeiras), onde está o Projecto "Da Escola à Comunidade".

"Os preparativos para esta iniciativa começaram há algum tempo. Há três semanas, por exemplo, alguns jovens destinatários gravaram um CD, intitulado "Visões da Intervenção", que é na verdade a visão dos jovens sobre o projecto, o Escolhas e o Bairro", esclareceu Sérgio Oliveira, coordenador do projecto.

A visita a esta localidade foi assim marcada pela apresentação do making of das gravações deste CD. Com muita criatividade, através da música, ao som do Hip Hop, Rap e Kizomba, cinco grupos de jovens do Outurela-Portela e um grupo do Bairro de Caxias puderam expressar quem são, onde vivem e em que é o Programa Escolhas tem contribuído para transformar pela positiva as suas vidas.

O "making of" deste trabalho pode ser visionado em http://visoesdeintervencao.blogspot.com/.

Após conhecer as instalações deste projecto, onde estavam também presentes representantes do consórcio do mesmo, o roteiro prosseguiu na Amadora. No Bairro de Santa Filomena, foi a vez do Projecto Formar para Inserir abrir as suas portas, mostrar as dificuldades com que lida diariamente e as potencialidades que possui.

Inicialmente realizou-se uma visita pelo bairro, em que o Coordenador Nacional foi acompanhado por representantes da Associação Espaço Jovem e demais entidades do consórcio e de apoio ao projecto.

Na volta às instalações, o Projecto ofereceu aos participantes um lanche preparado pelos moradores locais, com comida típica de África, e brindou todos com uma apresentação de dança africana, preparada por duas jovens destinatárias.

Este primeiro dia de Portas Abertas encerrou no Bairro da Cova da Moura, no espaço do Projecto Nu Kre Bai Na Bu Onda. Estiveram presentes o Presidente da Junta de Freguesia da Buraca, Jaime Garcia, representantes do Centro de Saúde, do Instituto Nacional de Habitação, no âmbito da iniciativa Bairros Críticos, e do consórcio do projecto.

Antes da visita ao Bairro, no espaço da Associação Moinho da Juventude, os convidados puderam assistir a uma apresentação de dança, a partir das aulas regulares do Atelier de Dança, e a uma breve demonstração dos sons produzidos no contexto do Atelier de Música.

"É assim que a música nasce", enfatizou um dos destinatários que frequentam este último Ateliê. E é assim que se pretendem os próximos dias de Portas Abertas, repletos de sons, danças, partilha e integração.

No outro lado do país, em Estremoz, o Escolhas Portas Abertas começou com a montagem de uma tenda, na praça principal da cidade, pelo Regimento de Cavalaria 3. Esta tenda ficará patente durante toda esta semana para dar a conhecer o Projecto Geração XXI, que decorre nessa cidade.

Neste mesmo dia, à tarde, um grupo de destinatários deste projecto, de origem cigana, tiveram, no museu da cidade, uma aula de "Educação Não Formal" onde aprenderam a fazer os famosos bonecos de barro, tão típicos nesta região.

Em Évora, o EPA teve início com a inauguração de uma exposição em comemoração ao primeiro ano do Projecto Mus-e, no Bairro da Cruz da Picada.

Esta exposição, que decorreu na Junta de Freguesia da Malagueira, trata-se de uma pequena mostra da "verdadeira" exposição que deverá ocorrer em Dezembro próximo, no Palácio Dom Manuel, no Jardim Público de Évora.

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário