Painéis de azulejos são inaugurados em Guimarães

06-08-2008

Nos dias 6 de Junho e 10 de Julho o projecto Puerpolis inaugurou dois painéis de azulejos nas Freguesias de Briteiros e S. Torcato, respectivamente, no concelho de Guimarães, em comemoração dos 18 anos da adopção da Convenção sobre os Direitos da Criança na Assembleia-geral das Nações Unidas.


Painél de azulejos

"As leis não mudam só por si a realidade social - são usualmente expressões de mudanças que entretanto ocorreram na vida social - mas apresentam quadros interpretativos e definem normas que actualizam as possibilidades da existência no espaço colectivo.
A "novidade" da Convenção sobre os Direitos da Criança induz formas rejuvenescidas de interpretação da condição infantil e exige a actualização das políticas e das práticas na relação com as crianças."

Manuel Sarmento


Painél de azulejos

A 20 de Novembro de 2007 a Convenção sobre os Direitos da Criança comemorou 18 anos sobre a sua aprovação (1989) na Assembleia-geral das Nações Unidas. Atendendo à população com quem trabalhamos e reconhecendo a importância do documento, a ADCL, no âmbito do Projecto Puerpolis, entendeu assinalar a data, propondo-se construir, em conjunto com as escolas EB2/3 de S. Torcato e de Briteiros, dois painéis de azulejos sobre a Convenção dos Direitos da Criança, a afixar em local público, nas freguesias de intervenção do projecto, envolvendo vários agentes de desenvolvimento local.

Esta actividade implicou:

- discussão e reflexão sobre os Direitos da Criança;

- representação simbólica dos Direitos da Criança em desenhos;

- ilustração dos Painéis de Azulejos, a partir das representações criadas;

- inauguração dos Painéis.

Aqui partilhamos convosco os painéis de azulejos que resultaram desta actividade que permitiu implicar as crianças na reflexão sobre os seus direitos e sensibilizar a comunidade, em geral, para a Convenção que proclama a criança como sujeito de direitos e que configura uma nova dimensão para o estatuto social da infância contemporânea: o da cidadania.

A coordenação do Puerpolis,
Virgínia Santos

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário