Caça ao Tesouro nas Férias da Páscoa

08-05-2007

Manhã de 27 de Março. As nuvens que carregavam o céu não foram suficientes para ensombrar a actividade de férias da Páscoa do Projecto Experiment@rte, que estava quase a começar…

Na paragem de autocarro, o grupo de jovens e técnicos deste projecto do Barreiro (Setúbal) aguardava o transporte que os levaria até à Mata da Machada para aí realizar, ao longo do dia, alguns jogos e dinâmicas de grupo. Chegados ao local, mesmo frente à Escola de Fuzileiros, o grupo foi dividido em duas equipas.

Missão: encontrar um tesouro, escondido algures na mata. Mas tesouro que se preze, não se encontra facilmente! Assim, para o encontrar, havia que superar provas e interpretar as pistas que se ocultavam de várias maneiras.

As equipas, verdadeiros caçadores de tesouros, tiveram de estar atentos aos sons da natureza; ver para onde corriam riachos; executar provas de resistência física; escrever um poema, entre outras peripécias que os conduziram a um código misterioso. Uma equipa possuía a mensagem codificada e a outra, a chave para a descodificar! Só unindo esforços puderam alcançar o tão desejado (e doce) prémio final.

Após o almoço, nova divisão de equipas.

Desta vez iriam defrontar-se no resgate da bandeira que se encontrava no castelo adversário. Isto depois de encontrar a localização do castelo, uns dos outros, escondido na mata, e de conseguir escapar às defesas e ataques. Tarefa fácil? Nem por isso! Ambas as equipas tinham um espírito aguerrido e foi uma batalha renhida.

Cada equipa definiu as suas estratégias e ao sinal iniciou-se o jogo. Depois foi ver a rapaziada a perseguir, fugir, voltar a perseguir, saltar, rastejar e houve, até, uma equipa que se camuflou, fazendo umas pinturas tribais no rosto (com as cinzas de uma árvore queimada no último incêndio)! Foi um dia muito bem passado. Excelente actividade para que o grupo pudesse interagir, entre si e com os técnicos do projecto. No final do dia (pelas 17h), ainda que doridos e cansados, todos os que lá estiveram encontraram e levaram para casa um tesouro muito maior do que os ovos de chocolate que estavam dentro da caixa.

Equipa do Projecto

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário