Presidente da República recebeu jovens OPRE

06-12-2017

O Presidente da República recebeu, em audiência no Palácio de Belém, os/as jovens participantes no Programa Operacional para a Promoção da Educação (OPRE), na tarde de terça-feira, dia 5 de dezembro. Concluindo que "não se podem generalizar juízos em relação a certas comunidades", como não se pode "generalizar a intolerância", o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa encorajou os/as jovens a continuar “a fazer a diferença”.

Neste encontro, em que foi salientada a importância do OPRE para a inclusão de jovens ciganos/as e da integração das comunidades ciganas pela Educação, estiveram também presentes a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, o Alto-Comissário para as Migrações, Pedro Calado, a Diretora do Programa Escolhas, Luísa Ferreira Malhó e os pioneiros do Programa OPRE, Olga Mariano e Bruno Gonçalves.

Depois de um diálogo com alguns dos/das jovens presentes, o Presidente da República encerrou o encontro com uma mensagem de apoio, relembrando que o papel destes jovens é fundamental “porque estão ao mesmo tempo a ser atores de mudança na vossa comunidade e na comunidade geral”. “A vossa luta é uma luta de todos os dias, de fazer a diferença”, partilhando o conhecimento e mudando mentalidades, concluiu.

Antes, a audiência teve início com a intervenção da Secretária de Estado, que fez um enquadramento do Programa OPRE, a que se seguiu os testemunhos dos dois jovens bolseiros do OPRE, Teresa Vieira e Francisco Azul. Ao presente que recebeu (uma fotografia do grupo de jovens OPRE), o Presidente da República retribuiu, no final da audiência, com um convite para uma nova fotografia.

O Programa OPRE é promovido pelo ACM, através do Programa Escolhas, em parceria com a Associação Letras Nómadas e a Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens, e atribui bolsas de estudo universitárias, bem como um conjunto de medidas de formação, tutoria e acompanhamento de jovens bolseiros/as das comunidades ciganas e respetivas famílias.

Na 2.ª edição, o OPRE atribuiu 32 Bolsas de Estudos a jovens da comunidade cigana, assinalando assim uma evolução em relação à 1.ª edição do Programa, que alcançou 25 jovens. 

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário