Visita à NAV Portugal

26-10-2012

A profissão de controlador aéreo foi apenas uma de várias carreiras que um grupo de jovens do 9º ano da Escola E.B. 2,3 Visconde de Juromenha, que frequentam o projeto “O Espaço, Desafios e Oportunidades” puderam conhecer melhor nesta visita.

Esta deslocação à NAV Portugal, mais especificamente ao Centro de Controlo de Tráfego Aéreo e Torre de Controlo do Aeroporto de Lisboa, visou possibilitar aos jovens a realização de mais um contacto com um leque diversificado de profissões, de forma facilitar a definição do seu percurso escolar em termos futuros, e também possibilitar o acesso a experiências de vida enriquecedoras e gratificantes.

A visita iniciou-se no auditório com a receção de boas-vindas aos jovens, tendo sido explicado que dada a sua dimensão, a empresa abrange um leque diversificado de profissões, não se restringindo apenas à profissão de controlar aéreo. Foi referido que, embora a muitos jovens ambicionem enveredar por esta profissão, deveriam considerar esta visita como uma oportunidade, por forma a percecionar várias alternativas de saídas profissionais possíveis na empresa, salientando ainda que esta renova regularmente os seus quadros.

Posteriormente, seguiu-se uma explicação mais pormenorizada acerca do funcionamento do Centro de Controlo do Tráfego Aéreo.

A NAV Portugal presta o seu serviço a partir do momento em que:

1 – O piloto ou companhia submete um plano de voo;

2 – O plano de voo é enviado aos órgãos de controlo de trafego aéreo envolvido na condução de voo;

3 – A aeronave recebe autorização para partir;

4 – A aeronave descola em contacto rádio com a torre de controlo;

5 – A aeronave em subida passa ao contacto rádio e radar com o controlo de aproximação;

6 – A aeronave em subida para a altitude de cruzeiro, passa ao contacto rádio e radar do centro de controlo regional;

7 – A aeronave atinge o nível de cruzeiro e prossegue em rota, em contacto rádio e radar com um ou mais centros de controlo regional;

8 – A aeronave inicia a descida em contacto rádio e radar com um centro de controlo regional;

9 – A aeronave é transferida para o controlo de aproximação, dando continuidade à descida e procedimento de aproximação;

10 – A aeronave efetua a última trajetória de aproximação e aterra em contacto radio com a torre de controlo.

De seguida, os jovens dirigiram-se em pequenos grupos ao Centro de Controlo de Tráfego Aéreo, de forma a visualizarem na prática o seu funcionamento, tendo em consideração a informação anteriormente transmitida.

Por fim, dirigiram-se à torre de controlo, assistindo ao contacto via rádio entre a torre e o piloto das aeronaves, que se aproximavam para aterrar ou que estavam a receber indicações de partida. Na parte exterior da torre (varanda), os jovens puderam ainda assistir às partidas e chegadas das aeronaves e tirar fotografias.

Terminada a visita, os jovens referiram ter gostado muito desta experiência, salientando que esta superou as suas expectativas, uma vez que não possuíam qualquer tipo de conhecimento prévio relativamente a o controlo de tráfego aéreo.

O que é a NAV Portugal

A NAV Portugal tem com missão prioritária a prestação de serviços de tráfego aéreo nas regiões de informação de voo (RIV), sob a responsabilidade portuguesa Lisboa e Santa Maria, garantindo o cumprimento da regulamentação nacional e internacional nas melhores condições de segurança, otimizando capacidades, privilegiando a eficiência e sem descurar as preocupações ambientais.

A NAV exerce a sua atividade no continente e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Junto ao aeroporto de Lisboa encontra-se em funcionamento o Centro de Controlo de Tráfego Aéreo de Lisboa. Nos Açores, mais precisamente na ilha de Santa Maria, está situado o centro de controlo oceânico.

Para além destes dois importantes centros, a NAV Portugal tem ainda outras infraestruturas com serviços de tráfego aéreo a funcionar nas torres de controlo dos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro, Funchal, Porto Santo, Santa Maria, Ponta Delgada, Horta, Flores, e o aeródromo de Cascais.

Comentários

    Ainda não há comentários. Insere o teu comentário